Logomarca - Valor Consulting
Logomarca - Valor Consulting

Siga nas redes sociais:

Interposição de recursos administrativos no âmbito do Registro Público de Empresas Mercantis e Atividades Afins

Resumo:

Analisaremos no presente Roteiro de Procedimentos cada uma dessas peças previstas no processo revisional, no âmbito do Registro Público de Empresas Mercantis e Atividades Afins. Para tanto, utilizaremos como fonte de estudo a Instrução Normativa Drei nº 81/2020 que atualmente trata do assunto.

Hashtags: #drei, #recursoAdministrativo, #registroPublicoEmpresasMercantis,

Postado em: - Área: Sociedades empresariais.

1) Introdução:

Considerando a necessidade de disciplinar e uniformizar os procedimentos referentes à interposição de pedidos de reconsideração e de recursos administrativos, bem como o disposto nos artigos 44 e seguintes da Lei nº 8.934/1994 e nos artigos 64 e seguintes do Decreto nº 1.800/1996, que tratam de pedidos de reconsideração e de recursos administrativos contra atos de autoridade e órgãos de deliberação de Registro Público de Empresas Mercantis e Atividades Afins e, por fim, considerando a edição da Lei nº 9.784/1999, que "Regula o processo administrativo no âmbito da Administração Pública Federal", em data posterior à Lei 8.934/1994, o Departamento de Registro Empresarial e Integração (Drei) expediu a Instrução Normativa Drei nº 81/2020 que, dentre outros assuntos, trás procedimentos relacionados à temática.

Assim, de acordo o artigo 120 da mencionada Instrução Normativa, o processo revisional, no âmbito do Registro Público de Empresas Mercantis e Atividades Afins, compreende: i) Pedido de Reconsideração; ii) Recurso ao Plenário e; iii) Recurso ao Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração (Drei).

No presente Roteiro de Procedimentos analisaremos cada uma dessas peças em seus detalhes. Esperamos que todos tenham uma ótima leitura e saibam que estamos sempre a disposição para buscar na legislação atualmente em vigor o melhor para vocês, nossos estimados leitores.

Base Legal: Lei nº 9.784/1999 e; Preâmbulo e art. 120 da Instrução Normativa Drei nº 81/2020 (Checado pela Valor em 17/08/21).

2) Processo revisional:

O processo revisional, no âmbito do Registro Público de Empresas Mercantis e Atividades Afins, compreende:

  1. Pedido de Reconsideração, que terá por objeto obter a revisão de despachos singulares ou de Turmas, que formulem exigências para o deferimento de registro;
  2. Recurso ao Plenário, das decisões definitivas, singulares ou de turmas, nos pedidos de registro, as que indeferirem pedido de reconsideração, bem como contra as que aplicarem sanções aos agentes auxiliares ou determinarem o arquivamento de denúncia em desfavor destes; e
  3. Recurso ao Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração (Drei), como última instância administrativa, de decisão do plenário que manteve ou reformou decisão singular ou de turma em pedidos de registro, bem como que deliberou pela destituição de agentes auxiliares.
Base Legal: Art. 120 da Instrução Normativa Drei nº 81/2020 (Checado pela Valor em 17/08/21).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

3) Regras gerais na protocolização:

O Pedido de Reconsideração, o Recurso ao Plenário e o Recurso ao Drei, deverão ser protocolizados na Junta Comercial, mediante a apresentação de:

  1. requerimento (capa de processo), sendo dispensado no caso de protocolo eletrônico;
  2. petição, dirigida ao Presidente da Junta Comercial;
  3. procuração, quando a petição for subscrita por advogado;
  4. comprovante de pagamento do preço dos serviços, conforme o caso:
    1. recolhimento estadual; ou
    2. recolhimento federal;
  5. processo inicial objeto da petição.

Quando a petição for subscrita por advogado sem o devido instrumento de mandato, deverá a parte exibi-lo no prazo de 5 (cinco) dias úteis, sob pena de arquivamento do processo.

Base Legal: Art. 121 da Instrução Normativa Drei nº 81/20200 (Checado pela Valor em 17/08/21).

4) Pedido de reconsideração:

O Pedido de Reconsideração deverá ser apresentado no prazo dos 30 (trinta) dias concedidos para o cumprimento da exigência e, protocolizado, enviado à autoridade ou órgão de deliberação inferior, prolator do despacho reconsiderando, que o apreciará em até 5 (cinco) dias úteis da data da sua protocolização.

O pedido de reconsideração

  1. resolve-se com o reexame da matéria, devendo, qualquer que seja a decisão, permanecer anexado ao processo a que se referir;
  2. suspende o prazo para o cumprimento de exigências formuladas, recomeçando a contagem a partir do primeiro dia útil subsequente à data da ciência pelo interessado ou da publicação do despacho da decisão que as mantiver no todo ou em parte.
Base Legal: Art. 122 da Instrução Normativa Drei nº 81/2020 (Checado pela Valor em 17/08/21).

5) Recurso ao Plenário:

O Recurso ao Plenário, protocolizado, será enviado à Secretaria-Geral para autuar, registrar e notificar, no prazo de 3 (três) dias úteis, as partes interessadas, as quais terão o prazo de 10 (dez) dias úteis para apresentar as contrarrazões, caso tenham interesse.

Juntadas as contrarrazões ao processo ou esgotado o prazo de manifestação, a Secretaria-Geral o encaminhará à Procuradoria, quando esta não for a recorrente, para se pronunciar no prazo de 10 (dez) dias úteis, e, em seguida, retorná-lo àquela unidade.

Recebido o processo de recurso da Procuradoria, a Secretaria-Geral o fará concluso ao Presidente que, no prazo de 3 (três) dias úteis, se manifestará quanto ao seu recebimento e designará, quando for o caso, o Vogal Relator, notificando-o.

Admitido o recurso pelo Presidente, inicia-se a fase de julgamento que deverá ser concluída no prazo de 30 (trinta) dias úteis, iniciando-se no 1º (primeiro) dia útil subsequente à data da ciência pelo Vogal Relator.

O Vogal Relator, no prazo de 10 (dez) dias úteis, elaborará o relatório e o remeterá à Secretaria-Geral, para conhecimento dos demais vogais, nos 5 (cinco) dias úteis subsequentes, os quais poderão requerer cópias do processo a que se referir.

Nos últimos 10 (dez) dias úteis para encerramento do prazo da fase de julgamento do recurso, a Secretaria-Geral incluirá o recurso na pauta de julgamento de sessão do plenário. Se necessário, o Presidente convocará sessão extraordinária para que se cumpra o prazo fixado.

Se algum dos vogais, na sessão plenária de julgamento, solicitar vista do processo o Presidente o deferirá, desde que se obedeça ao prazo da fase de julgamento do recurso e da pauta de julgamento.

No caso de inobservância do prazo de 30 (trinta) dias, previsto para a fase de julgamento, a parte interessada poderá requerer ao Presidente da Junta Comercial tudo o que se afigurar necessário, inclusive as providências contra abusos e infrações e o envio ao Drei, para as providências de sua competência.

Por fim, as partes nas razões e nas contrarrazões deverão apresentar todos os fundamentos de direito e de fato, bem como os documentos comprobatórios das alegações, os quais determinarão os limites de julgamento do recurso.

Base Legal: Art. 123 da Instrução Normativa Drei nº 81/2020 (Checado pela Valor em 17/08/21).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

6) Recurso ao Drei:

O Recurso ao Drei, protocolizado, será enviado à Secretaria-Geral para autuar, registrar e notificar no prazo de 3 (três) dias úteis as partes interessadas, as quais terão o prazo de 10 (dez) dias úteis para apresentar as contrarrazões, caso tenham interesse.

Juntadas as contrarrazões ao processo ou esgotado o prazo de manifestação, a Secretaria Geral o encaminhará à Procuradoria, quando esta não for a recorrente, para se pronunciar no prazo de dez dias úteis, e, em seguida, retorná-lo àquela unidade.

Recebido o processo de recurso da Procuradoria, a Secretaria Geral, após certificar tal circunstância nos autos, o fará concluso ao Presidente para, nos 3 (três) dias subsequentes, manifestar-se, obrigatoriamente, quanto ao seu recebimento bem como à concessão ou não de efeito suspensivo.

Presentes os requisitos de admissibilidade, o Presidente da Junta Comercial encaminhará eletronicamente ao DREI, que no prazo de dez dias úteis, deverá manifestar-se e submetê-lo à decisão final, a ser proferida em igual prazo.

Os pedidos de diligência, após encaminhado o processo ao DREI, suspenderão os prazos previstos no parágrafo anterior.

Base Legal: Art. 124 da Instrução Normativa Drei nº 81/2020 (Checado pela Valor em 17/08/21).

7) Indeferimento dos recursos:

Os recursos previstos neste trabalho serão indeferidos de plano:

  1. se assinados por terceiros;
  2. por procurador sem instrumento de mandato;
  3. interpostos fora do prazo ou antes da decisão definitiva; ou
  4. quando já houver se exaurido a esfera administrativa.

Além disso, esses recursos não suspendem os efeitos da decisão a que se referirem. Havendo justo receio de prejuízo de difícil ou incerta reparação decorrente da execução ou cumprimento de decisão, a autoridade recorrida ou a imediatamente superior poderá, de ofício ou a pedido, em decisão fundamentada, atribuir efeito suspensivo ao recurso.

Base Legal: Arts. 125 e 126 da Instrução Normativa Drei nº 81/2020 (Checado pela Valor em 17/08/21).

8) Decisões dos recursos:

As decisões proferidas em sede de Recurso ao Plenário se efetivam de imediato, salvo tratando-se de vício sanável, quando o interessado deverá retificá-lo no prazo de 30 (trinta) dias, sob pena de desarquivamento, bem como demonstração de justo receio ou de prejuízo de difícil ou incerta reparação.

O prazo para interposição dos recursos é de 10 (dez) dias úteis, contados a partir do primeiro dia útil subsequente ao da data da ciência pelo interessado ou da publicação do despacho, considerandose o que ocorrer por derradeiro.

Base Legal: Arts. 127 e 128 da Instrução Normativa Drei nº 81/2020 (Checado pela Valor em 17/08/21).
Informações Adicionais:

Este material foi escrito no dia pelo(a) Valor Consulting e está atualizado até a doutrina e legislação vigente em (data da sua última atualização), sujeitando-se, portanto, às mudanças em decorrência das alterações doutrinárias e legais.

Lembramos que não é permitido a utilização dos materiais aqui publicados para fins comerciais, pois os mesmos estão protegidos por direitos autorais. Também não é permitido copiar os artigos, materias e arquivos do Portal Valor Consulting para outro site, sistema ou banco de dados para fins de divulgação em sites, revistas, jornais, etc. de terceiros sem a autorização escrita dos proprietários do Portal Valor Consulting.

A utilização para fins exclusivamente educacionais é permitida, desde que indicada a fonte:

"Valor Consulting. Interposição de recursos administrativos no âmbito do Registro Público de Empresas Mercantis e Atividades Afins (Área: Sociedades empresariais). Disponível em: https://www.valor.srv.br/artigo.php?id=540&titulo=interposicao-de-recursos-administrativos-no-ambito-do-registro-publico-de-empresas-mercantis-e-atividades-afins. Acesso em: 25/10/2021."

ACOMPANHE AS ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

Transformação de microempreendedor individual (MEI) em sociedade empresária

Estudaremos neste Roteiro de Procedimentos os aspectos relacionados à transformação de microempreendedor individual (MEI) em sociedade empresária contratual, com fundamento na Lei Complementar nº 123/2006, na Resolução CGSN nº 140/2018 e na Instrução Normativa Drei nº 81/2020, que atualmente dispõe sobre as normas e diretrizes gerais do Registro Público de Empresas. (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Sociedades empresariais


Sociedades que dependem de autorização para funcionar

Analisaremos no presente material o que nossa legislação civilista versa sobre as sociedades que dependem de autorização para funcionar, quais sejam, a sociedade nacional e sociedade estrangeira, com fundamento nos artigos 1.123 a 1.141 do Código Civil (CC/2002), aprovado pela Lei nº 10.406/2002. (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Sociedades empresariais


Aspectos legais dos condomínios

No presente Roteiro de Procedimentos faremos considerações acerca do instituto do condomínio, suas espécies, classificações, e direitos e deveres dos condôminos. (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Sociedades empresariais


Consórcio Simples

Analisaremos no presente Roteiro de Procedimentos os termos e condições estabelecidos pelo Poder Executivo Federal para constituição e composição do Consórcio Simples pelas Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP) optantes pelo Simples Nacional, criado pelo artigo 56 da Lei Complementar nº 123/2006. Estamos falando do Decreto nº 6.451/2008 que regulamentou o citado artigo. (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Sociedades empresariais


Formação do capital social de sociedade cooperativa

Analisaremos no presente Roteiro de Procedimentos o que a Lei nº 5.764/1971 e o Código Civil/2002 versam sobre o capital social das sociedades cooperativas. Registra-se que foi a Lei nº 5.764/1971 que definiu a Política Nacional de Cooperativismo e instituiu o regime jurídico das cooperativas. (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Sociedades empresariais


Lei 14.195/2021 coloca fim à inatividade das empresas

A Lei 14.195/2021, que facilita a abertura de empresas e desburocratiza atos processuais, coloca fim à inatividade de empresas. O texto revogou o artigo 60 da Lei 8.934/1994, que previa a inativação da empresa que não procedesse a qualquer arquivamento por dez anos consecutivos e não comunicasse à Junta Comercial que queria se manter ativa. Empresa inativa Para encerrar as atividades regularmente, a empresa tinha que arquivar o respectivo ato de dissolução (u (...)

Notícia postada em: .

Área: Societário (Sociedades empresariais)


Secretaria da Fazenda e Planejamento conclui integração total à Redesim

A Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo (Sefaz/SP) concluiu, em meados de maio, a integração total à Redesim (Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios). A iniciativa visa desburocratizar, facilitar e agilizar os atos cadastrais relacionados a empresas praticados pelos cidadãos. A Redesim é um ambiente nacional que engloba os atores envolvidos no processo de abertura, baixa e alteração (...)

Notícia postada em: .

Área: Societário (Sociedades empresariais)


Regência supletiva da Lei das SAs não impede retirada imotivada de membro de sociedade limitada

A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) entendeu que o sócio pode se retirar imotivadamente de uma sociedade limitada – ainda que ela seja regida de forma supletiva pelas normas relativas à sociedade anônima –, nos termos do artigo 1.029 do Código Civil. Para o colegiado, a ausência de previsão da retirada imotivada na chamada Lei das Sociedades Anônimas – ou Lei das SAs (Lei 6.404/1976) – não implica sua proibição, uma vez que o Código Civi (...)

Notícia postada em: .

Área: Societário (Sociedades empresariais)


O que é o Certificado de Licenciamento Integrado (CLI)

O Certificado de Licenciamento Integrado é um projeto do Governo do Estado de São Paulo em conjunto com a Junta Comercial. O objetivo do novo projeto é facilitar a vida da empresa na desburocratização de abertura e licenciamento de empresas, que corresponde a licença de funcionamento. Para obtenção do Certificado de Licenciamento Integrado (CLI) far-se-á análise do grau de risco da Atividade Econômica do estabelecimento e regras estabelecidas por cada órgãos d (...)

Notícia postada em: .

Área: Societário (Sociedades empresariais)


Autenticação automática de livros empresariais tem regramento publicado

Depois de realizar consulta pública para reunir as contribuições da sociedade, o Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração (DREI), do Ministério da Economia, publicou nesta segunda-feira (22/2) uma Instrução Normativa (IN) nº 82 com o regramento para a autenticação automática de livros empresariais. O objetivo é simplificar e automatizar o processo nas 27 juntas comerciais do país – existe uma para cada unidade federativa. Com a mudança, tudo (...)

Notícia postada em: .

Área: Societário (Sociedades empresariais)


Ajude o Portal:

Me chamo Raphael, sou o idealizador desse Portal. Aqui, todas as publicações são de livre acesso e gratuitas, sendo que a ajuda que recebemos dos leitores é uma das nossas poucas fontes de renda. Devido aos altos custos, estamos com dificuldades em mantê-lo, assim, pedimos sua ajuda.

Doações via Pix:

Que tal a proposta: Acessou um conteúdo e gostou, faça um Pix para nos ajudar:

Doações mensais:

Cadastre-se na lista de doadores mensais. A doação é realizada através de ambiente seguro, protegido e pode ser cancelada a qualquer momento:



Transferências bancárias e parcerias:

Se prefirir efetuar transferência bancária, entre em contato pelo fale Conosco e solicite os dados bancários. Também estamos abertos para parcerias.