Lista completa de códigos dos bancos brasileiros

Responsável: Banco Central do Brasil.

O código do banco (ou número do banco) é necessário para enviar ou receber transferências entre diferentes instituições financeiras (bancos, cooperativas de créditos, etc.), bem como para descontar cheques. Podemos citar como exemplo, a transferência de dinheiro do Banco Bradesco para o Santander; do Banco do Brasil para o Itaú, etc. Portanto, o número do banco sempre será necessário quando você tentar fazer uma transferência via Documento de Ordem de Crédito (DOC) ou Transferência Eletrônica Disponível (TED).

Cada instituição possui seu próprio código que serve como um identificador entre os demais. Diferente do que muitos pensam, esse número não corresponde ao número da agência, mas sim ao código de compensação do banco.

Interessante observar que esse código é chamado de Código do Sistema de Operações Monetárias e Compensação de Outros papéis (COMPE), e trata-se de um número de 3 (três) dígitos que identifica a instituição financeira de destinatária das recursos.

Abaixo listamos o código de todos os bancos brasileiros e instituições financeiras cadastradas para receber transferências via DOC ou TED. A lista também inclui o Identificador do Sistema de Pagamento Brasileiro (ISPB), cujo código é utilizado por alguns bancos na hora de efetivar uma transferência interbancária.

Considerando que a lista é extensa dividimos em 4 (quatro) colunas, na primeira você encontra o código de 3 (três) dígitos que identifica a instituição financeira (banco), na segunda coluna o nome da instituição (nome fantasia) e na terceira o código ISPB da instituição. Por último, fizemos uma coluna especial, onde você pode acessar todas as tarifas bancárias cobradas pela respectiva instituição.

Vale mencionar que o ISPB é pouco utilizado hoje em dia, mas ainda é solicitado por algumas instituições financeiras, dentre elas o Banco do Brasil e algumas cooperativas de crédito.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Caso necessário, utilize a busca! É possível pesquisar pelo nome do banco ou então pelo código do mesmo.

Código do
banco (*)
Nome da instituição Tipo ISPB Tarifas
do banco
406 Accredito Sociedade 37715993 Acessar
332 Acesso Sociedade 13140088 Acessar
117 Advanced Corretora Sociedade 92856905 Acessar
272 AGK Corretora de Câmbio Sociedade 00250699 Acessar
349 AL Bank Sociedade 27214112 Acessar
313 Amazônia Câmbio Sociedade 16927221 Acessar
065 Andbank Banco 48795256 Acessar
461 Asaas Sociedade 19540550 Acessar
188 Ativa Investimentos Sociedade 33775974 Acessar
080 B&T Câmbio Sociedade 73622748 Acessar
246 Banco ABC Brasil Banco 28195667 Acessar
075 Banco ABN AMRO Banco 03532415 Acessar
121 Banco Agibank Banco 10664513 Acessar
025 Banco Alfa Banco 03323840 Acessar
213 Banco Arbi Banco 54403563 Acessar
096 Banco B3 Banco 00997185 Acessar
024 Banco Bandepe Banco 10866788 Acessar
330 Banco Bari Banco 00556603 Acessar
318 Banco Bmg Banco 61186680 Acessar
017 Banco BNY Mellon Banco 42272526 Acessar
107 Banco BOCOM BBM Banco 15114366 Acessar
237 Banco Bradesco Banco 60746948 Acessar
741 Banco BRP Banco 00517645 Acessar
218 Banco BS2 Banco 71027866 Acessar
208 Banco BTG Pactual Banco 30306294 Acessar
413 Banco BV Banco 01858774 Acessar
250 Banco BVC Banco 50585090 Acessar
473 Banco Caixa Geral Banco 33466988 Acessar
412 Banco Capital Banco 15173776 Acessar
040 Banco Cargill Banco 03609817 Acessar
(*) Somente bancos podem possuir o número de código do banco.

Dicas importantes:

Como usar o código do banco?

É muito simples... No momento da transferência basta informar o código do banco ou o ISPB no internet banking ou aplicativo do seu banco. Para transferir recursos entre bancos distintos normalmente você vai precisar:

  1. código do banco de destino dos recursos ou seu ISPB;
  2. nome do banco do destinatário;
  3. agência (sem o dígito) do destinatário;
  4. conta (com o dígito) do destinatário;
  5. CPF ou CNPJ do destinatário;
  6. Tipo de conta: conta-corrente, poupança, investimento ou pagamento;
  7. Finalidade da operação: escolha na lista qual é a finalidade que mais se encaixa no motivo da transferência;
  8. valor da transferência.

O código do banco também é utilizado na compensação de cheques, porém, como essa forma de pagamento está caindo em desuso, podemos dizer que o código é utilizado principalmente nas transferências bancárias.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Quando usar o ISPB em vez do código do banco?

O Identificador do Sistema de Pagamento Brasileiro (ISPB) possui oito dígitos e serve também para identificar a instituição financeira. Hoje em dia a maioria dos bancos utilizam apenas o código de 3 (três) dígitos para facilitar o dia a dia dos correntistas, no entanto, alguns bancos disponibilizam as duas opções na hora de fazer um DOC ou TED.

Tarifas bancárias:

Disponibilizamos em nosso sistema uma lista completa de tarifas bancárias cobradas por cada uma das instituições financeiras autorizadas a funcionar pelo Banco Cental do Brasil (Bacen). Acesse o link abaixo para conhecê-las. Você pode estudar o tema e pesquisar seu banco para conferir quais tarifas e valores estão sendo praticados:

ACOMPANHE AS ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

Comprovação de despesas através de Cupom Fiscal

Teceremos nesta matéria alguns comentários sobre a comprovação de despesas através de Cupom Fiscal. Para tanto, utilizaremos como base o Regulamento do Imposto de Renda (RIR/2018), aprovado pelo Decreto nº 9.580/2018. Nesse sentido, interessante esclarecer que Cupom Fiscal é um documento equivalente à Nota Fiscal, diferenciando-se deste por ter que ser emitido por impressora fiscal especial, o Emissor de Cupom Fiscal (ECF). Ele substitui a Nota Fiscal de Ve (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: IRPJ e CSLL


Economista

No presente Roteiro de Procedimentos estamos tratando da atividade profissional do economista, profissão regulamentada pela Lei nº 1.411/1951, a qual está disciplinada pelo Decreto nº 31.794/1952. (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Profissões regulamentadas


Mensageiro obtém indenização por danos morais por ser coagido a transportar valores

A Quinta Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (RJ) confirmou, por unanimidade, a sentença que determinou o pagamento de indenização por danos morais a um mensageiro que transportava indevidamente valores. A condenação foi ratificada já que a empresa impunha ao empregado o desempenho de atividade para a qual ele não havia sido contratado, aumentando sua exposição a situações de risco. O voto que pautou a decisão do segundo grau foi do des (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Gerente que contratou seguro indevidamente, com prejuízo de R$ 1 milhão, recebe justa causa

Em votação unânime, a 18ª Turma do TRT da 2ª Região (SP) manteve a justa causa de uma gerente do Banco Santander dispensada por ter descumprido regras previstas nos normativos da empresa. Ela gerou um prejuízo milionário à instituição. De acordo com os autos, a empregada contratou seguro de vida no valor de R$ 1 milhão sem analisar o potencial financeiro do cliente e sem fazer consulta de antecedentes criminais. No caso, o segurado respondia a vários pr (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Afastada penhora de aposentadoria após constatação de risco à sobrevivência do devedor e da família

O juiz Ordenísio Cesar dos Santos, titular da 3ª Vara do Trabalho de Coronel Fabriciano (MG), determinou a exclusão da penhora de valores de aposentadoria de devedor do crédito trabalhista, ao constatar risco à subsistência dele e de sua família. Houve ainda a determinação de liberação de valores bloqueados em conta bancária da outra executada, porque eram relativos à pensão alimentícia paga a seu filho menor. Proventos de aposentadoria Para sal (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Juntas comerciais têm novas regras para autenticação de livros contábeis e sociais

Secretaria Especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia (SEPEC/MEI), por meio do Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração (DREI), publicou nesta sexta-feira (25/11), no Diário Oficial da União (DOU), a Instrução Normativa (IN) DREI /ME nº 79, que altera disposições da Instrução Normativa DREI nº 82, de 2021 sobre procedimentos para autenticação dos livros contábeis e societários de empresários individuais (...)

Notícia postada em: .

Área: Societário (Sociedades empresariais)


Receita define parâmetros para indicação de pessoas jurídicas sujeitas ao monitoramento dos maiores contribuintes

A Receita Federal publicou a Portaria RFB nº 252, de 22 de novembro de 2022, que estabelece parâmetros para a indicação de pessoa jurídica a ser submetida ao monitoramento dos maiores contribuintes, disciplinado pelas Portarias RFB nº 645/2015 e nº 4.888/2020. A nova portaria atualiza valores dos parâmetros de indicação relativos às pessoas jurídicas diferenciadas, e define as diretrizes gerais que fundamentam o monitoramento diferenciado e especial, (...)

Notícia postada em: .

Área: Tributário Federal (Assuntos gerais sobre tributação)


Acidente com empregado em transporte fornecido pela empresa gera responsabilidade civil objetiva

Um motorista de betoneira, da cidade de Cesarina (GO), garantiu o direito ao recebimento de pensão mensal vitalícia até completar 76 anos de idade. Ele sofreu um acidente de trânsito em veículo fornecido pela transportadora para a qual trabalhava, quando fazia o trajeto entre as filiais de Itumbiara (GO) e Rio Verde (GO). Para a Terceira Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região (GO), quando o acidente de trânsito ocorre durante o transporte do tr (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Perdas no recebimento de créditos: Aspectos tributários

Analisaremos no presente Roteiro de Procedimentos o tratamento tributário dado pela legislação do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) para as "perdas no recebimento de créditos". Para tanto, utilizaremos como base os artigos 9º a 14 da Lei nº 9.430/1996, incorporados nos artigos 347 a 351 do RIR/2018, bem como os artigos 71 a 74 da Instrução Normativa RFB nº 1.700/2017. (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: IRPJ e CSLL


Perdas no recebimento de créditos: Aspectos contábeis

A perda no recebimento de créditos nada mais é que a perda pela inadimplência de clientes. Todas as pessoas jurídicas poderão baixar de sua contabilidade as duplicatas, notas promissórias, faturas, entre outros recebíveis, não quitadas pelos respectivos clientes, porém, para sua dedutibilidade na apuração do Lucro Real e na Base de Cálculo (BC) da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) alguns requisitos deverão ser observados. No presente (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Manual de lançamentos contábeis


Produtos sujeitos ao selo de controle do IPI

No presente Roteiro de Procedimentos listamos os produtos sujeitos ao selo de controle do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) afim de auxiliar nossos amigos que militam na área tributária, bem como listamos as hipóteses em que a selagem é dispensada. (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI)


Empresa é condenada por dispensa discriminatória de trabalhadora com câncer de mama

Uma loja de autopeças de Sinop (MT) terá de arcar com indenização por dano moral à ex-empregada demitida logo após retornar de tratamento contra o câncer de mama. A empresa também foi condenada a pagar-lhe remuneração em dobro relativa ao período de afastamento da ex-empregada. O caso foi julgado pela Primeira Turma do TRT da 23ª Região (MT). Por unanimidade, os desembargadores concluíram que, por ser a trabalhadora vítima de doença que causa esti (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Cláusula coletiva que compensa horas extras com gratificação de função é considerada válida

A 2ª Vara de Trabalho de Itapecerica da Serra (SP) reconheceu a validade de uma cláusula coletiva segundo a qual o valor pago por horas extras a bancários compõe a gratificação de função dos profissionais. A decisão, tomada a partir de reclamação ajuizada por trabalhador que buscava invalidar a norma, considera também que ela não pode ser anulada por ação individual. O argumento do empregado foi o de que a Consolidação das Leis de Trabalho (CLT) (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Zootecnista receberá indenização por ter de tomar banho em banheiro sem porta

A Primeira Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região (GO) manteve, por unanimidade, sentença que deferiu indenização por danos morais ao zootecnista de uma granja. O profissional teve que tomar banho em banheiro sem porta. O colegiado entendeu ter ficado provado que o banho era obrigatório e, ainda, que os banheiros não asseguravam o resguardo conveniente aos trabalhadores. Histórico do processo O trabalhador ingressou na Justiça do Trabalh (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Decisão mantém adicional de insalubridade por equipamento de proteção individual sem certificação

A Sexta Turma do TRT da 2ª Região (SP) manteve condenação de um fabricante de rodas automotivas. Ele deverá pagar adicional de insalubridade a trabalhador que atuava exposto a níveis excessivos de ruído. Os protetores de ouvido fornecidos ao empregado não tinham certificado de aprovação, o que dificulta a comprovação de que eram eficazes. A decisão de 1º grau, baseada em perícia realizada no local de trabalho, atestou atividade insalubre em grau m (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Motorista será indenizado após atropelar e matar homem que se jogou embaixo de ônibus em Juiz de Fora (MG)

A Justiça do Trabalho determinou o pagamento de indenização por danos morais, no valor de R$ 30 mil, ao motorista de ônibus que desenvolveu depressão após acidente que resultou na morte de um pedestre durante uma viagem de Juiz de Fora a Matias Barbosa, na Zona da Mata mineira. Segundo o motorista, o atropelamento aconteceu próximo ao ponto final da linha em Matias. “Eu estava dando passagem para outro veículo e percebi, ao continuar o deslocamento, um bar (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Ajude o Portal:

Me chamo Raphael AMARAL, sou o idealizador desse Portal. Aqui, todas as publicações são de livre acesso e gratuitas, sendo que a ajuda que recebemos dos leitores é uma das nossas poucas fontes de renda. Devido aos altos custos, estamos com dificuldades em mantê-lo, assim, pedimos sua ajuda.

Doações via Pix:

Que tal a proposta: Acessou um conteúdo e gostou, faça um Pix para nos ajudar:

Doações mensais:

Cadastre-se na lista de doadores mensais. A doação é realizada através de ambiente seguro, protegido e pode ser cancelada a qualquer momento:



Transferências bancárias e parcerias:

Se prefirir efetuar transferência bancária, entre em contato pelo fale Conosco e solicite os dados bancários. Também estamos abertos para parcerias.