Logomarca - Valor Consulting
Logomarca - Valor Consulting

Siga nas redes sociais:

Fisioterapeuta: Fisioterapia do trabalho

Analisaremos no presente Roteiro de Procedimentos todas as disposições trazidas pela Resolução Coffito nº 465/2016 (D.O.U. de 25/05/2016). Esta Resolução trouxe novo disciplinamento sobre a atividade do fisioterapeuta no exercício da especialidade profissional de fisioterapia do trabalho, bem como deu outras providências sobre o assunto.

Postado em: - Área: Profissões regulamentadas.

1) Introdução:

Através da Resolução Coffito nº 465/2016 (D.O.U. de 25/05/2016), o Plenário do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito) trouxe novo disciplinamento sobre a atividade do fisioterapeuta no exercício da especialidade profissional de fisioterapia do trabalho, bem como deu outras providências sobre o assunto.

Diga-se de passagem que a referida Resolução entrou em vigor na data de sua publicação no Diário Oficial da União (D.O.U.), ou seja, em 25/05/2016, revogando completamente a Resolução Coffito nº 403/2011, que anteriormente disciplinava a matéria em todo território nacional.

Feitos esses brevíssimos comentários, passaremos a analisar nos próximos capítulos todas as disposições trazidas pela citada Resolução. Esperamos que todos tenham uma ótima leitura e saibam que estamos sempre a disposição para buscar na legislação atualmente em vigor o melhor para vocês, nossos estimados leitores.

Base Legal: Preâmbulo e arts. 1º e 8º da Resolução Coffito nº 465/2016 (Checado pela Valor em 07/04/21).

2) Título profissional:

Para efeito de registro, o título concedido ao profissional fisioterapeuta será de especialista profissional em fisioterapia do trabalho.

Base Legal: Art. 2º da Resolução Coffito nº 465/2016 (Checado pela Valor em 07/04/21).

3) Competência:

Para o exercício da especialidade profissional em fisioterapia do trabalho é necessário o domínio das seguintes grandes áreas de competência:

  1. Realizar avaliação e diagnóstico cinésiológico-funcional, por meio da consulta fisioterapêutica (solicitando e realizando interconsulta e encaminhamento), para exames ocupacionais complementares, reabilitação profissional, perícia judicial e extrajudicial. Na execução de suas competências o fisioterapeuta do trabalho ainda poderá:
    1. Solicitar, aplicar e interpretar escalas, questionários e testes funcionais;
    2. Solicitar, realizar e interpretar exames complementares;
    3. Determinar diagnóstico e prognóstico fisioterapêutico;
    4. Planejar e executar medidas de prevenção e redução de risco;
    5. Prescrever e executar recursos terapêuticos manuais;
    6. Prescrever, confeccionar, gerenciar órteses, próteses e tecnologia assistiva;
    7. Determinar as condições de alta fisioterapêutica;
    8. Prescrever a alta fisioterapêutica;
    9. Registrar, em prontuário, consulta, avaliação, diagnóstico, prognóstico, tratamento, evolução, interconsulta, intercorrências e alta fisioterapêutica;
  2. Utilizar recursos de ação isolada ou concomitante de agente cinesiomecanoterapêutico, massoterapêutico, termoterapêutico, crioterapêutico, fototerapêutico, eletroterapêutico, sonidoterapêutico, aeroterapêutico entre outros;
  3. Realizar Análise Ergonômica do Trabalho (AET), Laudo Ergonômico, Parecer Ergonômico, Perícia Ergonômica (de acordo com as leis e normas vigentes);
  4. Implementar cultura ergonômica e em Saúde do Trabalhador, por meio de ações de concepção, correção, conscientização, prevenção e gestão em todos os níveis de atenção à saúde e segurança do trabalho, ergonomia, riscos ambientais, ecológicos, incluindo atividades de educação e formação.
  5. No âmbito da gestão ergonômica, realizar a análise e adequação dos fluxos e processos de trabalho; das condições de trabalho; as habilidades e características do trabalhador; dos ambientes e postos de trabalho; das pausas, rodízios de grupamento muscular, ginástica laboral; ensinar e corrigir modo operatório laboral; além de outras ações que promovam melhora do desempenho morfofuncional no trabalho, podendo, ainda:
    1. Atuar junto às CIPAs (Comissões Internas de Prevenção de Acidente do Trabalho);
    2. Auxiliar e participar das SIPATs (Semanas Internas de Prevenção de Acidentes do Trabalho), SIPATRs (Semanas Internas de Prevenção de Acidentes no Trabalho Rural), entre outros;
    3. Auxiliar e participar na elaboração e atividades do PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais), entre outros;
    4. Elaborar, auxiliar, participar, implantar e/ou coordenar programas e processos relacionados à saúde do trabalhador, acessibilidade e ao meio ambiente;
  6. Elaborar, implantar, coordenar e auxiliar os Comitês de Ergonomia (COERGO);
  7. Estabelecer nexo causal, tanto para diagnóstico de capacidade funcional quanto para perícia ergonômica;
  8. Avaliar, elaborar, implantar e gerenciar a qualidade de vida no trabalho e projetos e programas de qualidade de vida, ergonomia e saúde do trabalhador; promovendo a saúde geral e bem-estar do trabalhador, incluindo grupos específicos como: gestantes, hipertensos, sedentários, obesos entre outros;
  9. Atuar em programas de reabilitação profissional, reintegrando o trabalhador à atividade laboral;
  10. Realizar ou participar de perícias e assistências técnicas judiciais e extrajudiciais, emitindo laudos de nexo causal, pareceres, relatórios e atestados fisioterapêuticos;
  11. Elaborar, implantar e gerenciar programas de processos e produtos relacionados à Tecnologia Assistiva;
  12. Auxiliar e participar dos processos de certificação ISO, OHSAS, entre outros.
Base Legal: Art. 3º da Resolução Coffito nº 465/2016 (Checado pela Valor em 07/04/21).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

4) Exercício da profissão:

O exercício profissional do fisioterapeuta do trabalho é condicionado ao conhecimento e domínio das seguintes áreas e disciplinas, entre outras:

  1. Anatomia geral dos órgãos e sistemas;
  2. Ergonomia;
  3. Doenças ocupacionais ou relacionadas ao trabalho;
  4. Biomecânica ocupacional;
  5. Fisiologia do trabalho;
  6. Saúde do trabalhador;
  7. Legislação em saúde e segurança do trabalho;
  8. Legislação trabalhista e previdenciária;
  9. Sistemas de gestão em saúde e segurança do trabalho;
  10. Organização da produção e do trabalho;
  11. Aspectos psicossociais e cognitivos relacionados ao trabalho;
  12. Estudo de métodos e tempos;
  13. Higiene ocupacional;
  14. Ginástica laboral;
  15. Recursos terapêuticos manuais;
  16. Órteses, próteses e tecnologia assistiva;
  17. Acessibilidade e inclusão;
  18. Administração e Marketing em Fisioterapia do Trabalho;
  19. Humanização;
  20. Ética e Bioética.
Base Legal: Art. 4º da Resolução Coffito nº 465/2016 (Checado pela Valor em 07/04/21).

5) Atribuições:

O fisioterapeuta especialista profissional em fisioterapia do trabalho pode exercer as seguintes atribuições, entre outras:

  1. Coordenação, supervisão e responsabilidade técnica;
  2. Gestão;
  3. Gerenciamento;
  4. Direção;
  5. Chefia;
  6. Consultoria;
  7. Auditoria;
  8. Perícias.
Base Legal: Art. 5º da Resolução Coffito nº 465/2016 (Checado pela Valor em 07/04/21).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

6) Atuação:

A atuação do fisioterapeuta do trabalho se caracteriza pelo exercício profissional em todos os níveis de atenção à saúde, com ações de prevenção, promoção, proteção, rastreamento, educação, intervenção, recuperação e reabilitação do trabalhador, nos seguintes ambientes, entre outros:

  1. Hospitalar;
  2. Ambulatorial;
  3. Domiciliar e Home Care;
  4. Públicos;
  5. Filantrópicos;
  6. Militares;
  7. Privados;
  8. Terceiro Setor;
  9. Rede pública em saúde do trabalhador, como, por exemplo, participar da rede pública de atenção e assistência em saúde do trabalhador como a RENAST (Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador), CEREST (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador).
Base Legal: Art. 6º da Resolução Coffito nº 465/2016 (Checado pela Valor em 07/04/21).

7) Casos omissos:

Os casos omissos, ou seja, não tratados neste Roteiro de Procedimentos, serão deliberados pelo Plenário do Coffito.

Base Legal: Art. 7º da Resolução Coffito nº 465/2016 (Checado pela Valor em 07/04/21).
Informações Adicionais:

Este material foi escrito no dia pelo(a) Valor Consulting e está atualizado até a doutrina e legislação vigente em (data da sua última atualização), sujeitando-se, portanto, às mudanças em decorrência das alterações doutrinárias e legais.

Lembramos que não é permitido a utilização dos materiais aqui publicados para fins comerciais, pois os mesmos estão protegidos por direitos autorais. Também não é permitido copiar os artigos, materias e arquivos do Portal Valor Consulting para outro site, sistema ou banco de dados para fins de divulgação em sites, revistas, jornais, etc. de terceiros sem a autorização escrita dos proprietários do Portal Valor Consulting.

A utilização para fins exclusivamente educacionais é permitida, desde que indicada a fonte:

"Valor Consulting. Fisioterapeuta: Fisioterapia do trabalho (Área: Profissões regulamentadas). Disponível em: https://www.valor.srv.br/matTecs/matTecsIndex.php?idMatTec=478. Acesso em: 21/04/2021."

ACOMPANHE AS ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

Assinaturas e anuidades a apropriar

Analisaremos no presente Roteiro de Procedimentos o tratamento contábil a ser observado quando do registro da mais comum hipótese de despesa paga antecipadamente, qual seja, as assinaturas de periódicos e anuidades. Para tanto, utilizaremos como base a Lei nº 6.404/1976 (Lei das S/As), bem como, outras normas emanadas pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC). (Continua ...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Manual de lançamentos contábeis


Conselho Federal de Contabilidade aprova norma destinada a entidades em liquidação

O Plenário do Conselho Federal de Contabilidade aprovou a Norma Brasileira de Contabilidade para Entidades em Liquidação, a NBC TG 900. A norma deverá ser adotada por toda entidade em liquidação, seja liquidação voluntária, liquidação por entidade reguladora, liquidação extrajudicial, liquidação judicial, autofalência, falência, insolvência civil e qualquer outra forma de liquidação que le (Continua ...)

Notícia postada em: .

Área: Contabilidade


Fazenda inicia fase de monitoramento fiscal de contribuintes do Simples Nacional

A Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo, a partir de hoje (19), estende aos contribuintes optantes do Simples Nacional o monitoramento e a análise dos documentos fiscais que já vinham sendo realizados para os contribuintes do regime normal de apuração. A ação, que tem por objetivo identificar indícios de comportamento irregular em empresas enquadradas no Simples Nacional, ocorre após a (Continua ...)

Notícia postada em: .

Área: Tributário - Estadual (São Paulo)


Novo sistema para regularização de obras

Serviço Eletrônico para Aferição de Obras (Sero) trará mudanças na forma de regularizar as contribuições sociais relativas à construção civil e de obter a CND de obra. O novo sistema entrará em vigor no dia 1º de junho deste ano. A Instrução normativa n° 2.021 de 2021, publicada pela Receita Federal, regulamenta as contribuições sociais incidentes sobre o valor da remuneração da mão de ob (Continua ...)

Notícia postada em: .

Área: Tributário - Federal


Pernoite em caminhão não dá direito a indenização por dano moral a motorista

Conforme a jurisprudência do TST, a reparação só é devida se for efetivamente comprovado dano à personalidade. A Quarta Turma do Tribunal Superior do Trabalho, por unanimidade, excluiu da condenação imposta à Trans Accurcio Ltda., de Palmas (TO), o pagamento de indenização por dano moral a um motorista que tinha de pernoitar no caminhão durante as viagens de trabalho. O colegiado seguiu a jurispru (Continua ...)

Notícia postada em: .

Área: Trabalhista - Jurídico



Autofalência

Analisaremos no presente Roteiro de Procedimentos o requerimento de falência pelo próprio devedor, ou seja, a autofalência. Para tanto, utilizaremos como fonte de estudo os artigo 105 a 107 da Lei nº 11.101/2005, bem como, outras fontes que se fizerem necessários ao entendimento da matéria ora estudada. (Continua ...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Legislação Falimentar


Opção do empregado por aposentadoria especial implica pedido de demissão

A 2ª Turma do TRT da 2ª Região manteve decisão de 1º grau que negou a um trabalhador o direito a verbas rescisórias relativas a uma dispensa imotivada após o encerramento de seu contrato de trabalho. O motivo foi a obtenção de aposentadoria especial pelo empregado, que é concedida quando o profissional exerceu atividade prejudicial à sua saúde ou à sua integridade física, em razão da exposição a agen (Continua ...)

Notícia postada em: .

Área: Trabalhista - Jurídico


Comunicado de Acidente de Trabalho (CAT) deverá ser feito pela internet

Portaria SEPRT/ME nº 4.334 estabelece procedimentos e informações para a Comunicação de Acidente de Trabalho A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia (SEPRT/ME) modernizou a forma de comunicar os acidentes de trabalho. Com a publicação da Portaria SEPRT/ME nº 4.334, a partir do dia 8 de junho deste ano, a Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) deverá ser feita (Continua ...)

Notícia postada em: .

Área: Trabalhista - Geral


Governo sinaliza novos ajustes no eSocial

O objetivo é aumentar a eficiência do sistema e proporcionar economia de recursos e de tempo para desenvolvedores e usuários. Convergência Digital A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia firmou uma parceria com o Conselho Federal de Contabilidade para análises e implementações de ajustes no eSocial, sistema que já reúne 6 milhões de empresas e 40 milhõe (Continua ...)

Notícia postada em: .

Área: Trabalhista - Geral


Procuradoria Geral do Estado de São Paulo abrirá credenciamento para contadores e bacharéis em Ciências Contábeis

A Procuradoria Geral do Estado de São Paulo (PGE/SP) abrirá em 19 de abril de 2021 o credenciamento de contadores e assistentes técnicos para atuação em perícias judiciais e elaboração e conferência de cálculos em ações judiciais de interesse da Fazenda do Estado de São Paulo. As inscrições deverão ser realizadas de 19 de abril a 10 de maio de 2021, conforme edital publicado no Diário Oficial do Esta (Continua ...)

Notícia postada em: .

Área: Jurídico - Geral