Logomarca - Valor Consulting
Logomarca - Valor Consulting

Siga nas redes sociais:

Dica número 6 de como elaborar seu currículo

Artigo postado em: - Área: Recursos Humanos.

Anteriormente, escrevi 07 artigos, com dicas de como elaborar seu currículo. Se você ainda não os leu, sugiro de você iniciar a temática "Currículo" por eles...

A elaboração do currículo é uma das principais dúvidas dos profissionais. Penso que seja porque há muitas abordagens do assunto, inclusive, várias delas são controversas, o que pode gerar confusão e insegurança na hora de elaborar esta ferramenta.

A dica #6 é quanto a "Experiência profissional":

Trata-se de uma das partes mais relevantes, que é destinada a descrever suas passagens mais recentes, seguindo a ordem cronológica decrescente, ou seja, do mais atual para o mais antigo.

Você deve mencionar o nome da empresa, o período em que você permaneceu (mês/ano), a última posição ocupada, bem como as descrições das principais atividades realizadas em bullet points. Caso tenha sido promovido, desempenhando outros cargos nesta mesma companhia, eles serão descritos na sequência, seguindo o mesmo padrão.

Exemplo fictício (Qualquer semelhança com empresas, pessoas ou casos reais é mera coincidência) que serve de parâmetro para todas as suas atuações:

UNILEVER - 09/2016 a atual

Empresa multinacional britânica-neerlandesa de grande porte, sendo a terceira maior do segmento de Bens de Consumo do mundo. Em seu portfólio de produtos há alimentos, bebidas, itens de limpeza e de higiene pessoal.

Analista Fiscal Sênior - 06/2020 a atual

Reporte ao Coordenador Fiscal

Principais atribuições:

  • Liderança matricial de uma equipe de 05 profissionais, sendo 03 Analistas Fiscais Júnior e 02 Analistas Fiscais Plenos;
  • Revisar a apuração de impostos indiretos (ICMS, IPI, PIS, COFINS, ISS);
  • Revisar a apuração e tratativas relacionadas aos tributos retidos (IRRF, CSRF, ISS, INSS);
  • Elaborar e entregar as obrigações acessórias estaduais, municipais e federais (SPED Contribuições, EFD ICMS/IPI, GIA, DIPAM, DCTF, EFD REINF, etc).

Analista Fiscal Pleno - 01/2018 a 05/2020

Reporte ao Analista Fiscal Sênior e ao Coordenador Fiscal

Principais atribuições:

  • Apurar os impostos indiretos (ICMS, IPI, PIS, COFINS, ISS);
  • Apurar e realizar as tratativas relacionadas aos tributos retidos (IRRF, CSRF, ISS, INSS).

Analista Fiscal Júnior - 09/2016 a 12/2017

Reporte ao Analista Fiscal Sênior e ao Coordenador Fiscal

Principais atribuições:

  • Efetuar e conferir lançamentos no sistema;
  • Emitir notas fiscais.

Eu, particularmente, considero enriquecedor descrever brevemente informações gerais da empresa, seguindo a estrutura exemplificada acima como um modelo. Outro dado que me agrada é citar o reporte (em termos de nomenclatura de posição), conforme também referi.

Note que quando há diversos cargos, também mencionamos em uma sequência de fatos decrescente. Um erro muito comum nesta situação é colocar todos os cargos juntos, acima, e descrever as atividades de uma forma geral. Desta maneira, pode não ser possível entender com precisão a evolução da carreira, quando as responsabilidades de um cargo para outro de fato são significativamente alteradas.

Segue o exemplo:

UNILEVER - 09/2016 a atual

Empresa multinacional britânica-neerlandesa de grande porte, sendo a terceira maior do segmento de Bens de Consumo do mundo. Em seu portfólio de produtos há alimentos, bebidas, itens de limpeza e de higiene pessoal.

Analista Fiscal Sênior - 06/2020 a atual

Analista Fiscal Pleno - 01/2018 a 05/2020

Analista Fiscal Júnior - 09/2016 a 12/2017

Reporte ao Coordenador Fiscal

Principais atribuições:

  • Liderança matricial de uma equipe de 05 profissionais, sendo 03 Analistas Fiscais Júnior e 02 Analistas Plenos;
  • Revisar a apuração de impostos indiretos (ICMS, IPI, PIS, COFINS, ISS);
  • Revisar a apuração e tratativas relacionadas aos tributos retidos IRRF, CSRF, ISS, INSS;
  • Elaborar e entregar das obrigações acessórias estaduais, municipais e federais (SPED Contribuições, EFD ICMS/IPI, GIA, DIPAM, DCTF, EFD REINF, etc.

É perceptível a perda de conteúdo, certo?!

Outros erros bastante recorrentes:

  1. Citar apenas o nome das empresas ou o cargo, não detalhando as principais atividades realizadas e tampouco o período de permanência;
  2. Descrever dia, mês e ano, uma vez que não é necessário mencionar o dia;
  3. Da mesma forma, há currículos em que há apenas o ano. Neste caso, falta o mês;
  4. Deixar de colocar todas as empresas de atuação recente e ficar um "buraco" temporal;
  5. Colocar experiências aleatoriamente, sem seguir uma ordem cronológica;
  6. Mencionar passagens muitíssimo antigas e com atuação bem diferente do que realiza hoje. Exemplo: profissional que trabalhou como Vendedor de uma loja em 1990 e hoje é Controller. Essa passagem não agrega valor ao material. Muito pelo contrário, pode até poluí-lo.

E o que eu considero ser o PRINCIPAL erro: NÃO colocar palavras-chave ao descrever as principais atribuições!!!

Gostaria de abordar uma dúvida muito frequente sobre estruturar as Experiências Profissionais exatamente como a Carteira de Trabalho, para não mentir no currículo. Na realidade, a mentira tem muito mais a ver com você citar cargos e atribuições que jamais realizou do que seguir à risca a sua CTPS.

Esse questionamento, em especial, surge quando se permanece na empresa durante o período de experiência. Muitos se sentem inseguros de colocar este dado, achando que "sujarão" o material... sempre que me perguntam, respondo: Depende! Depende da relevância e do quanto isso contribuirá.

Mas é fato que muitos Recrutadores ainda não avaliam com bons olhos a pessoa trabalhar na companhia "somente" pelo período de experiência. Da mesma forma, são muitos os que ainda se incomodam com profissionais que passam pouco tempo em diversas empresas, pois pode denotar instabilidade e gerar dúvidas sobre o perfil.

Portanto, por Experiência Profissional ser um dos principais campos do currículo, pondere o quão estratégico e relevante é mencionar (ou deixar de citar) determinadas informações. Tenha em mente que esta parte é bastante analisada, após você passar pelos primeiros filtros.


Veja as outras publicações dessa trilha de artigos:

Fonte: Flávia Sakay

Flávia Sakai - autor(a):

Profissional que acumula mais de 8 anos de experiência em RH, lidando com carreiras. Atuação no business de executive search como headhunter, atendendo ao interior de São Paulo. Experiência pautada no mapeamento e no entendimento de mercado, na busca de profissionais em meios estratégicos para posições de middle management.

Durante sua trajetória, atuou com foco em posições por segmento de mercado, em que conduziu projetos para empresas automotivas, de bens de consumo, de bens de capital, de papel e celulose, de serviços, de mercado financeiro e químicas.

Iniciou sua carreira na KPMG, em auditoria contábil. Na sequência, atuou como researcher na ASAP, e, posteriormente, como associate na Weplace. Graduada em Administração com pós em Gestão Estratégica pela USP, é fluente em inglês e possui vivência internacional. Possui formação de Terapeuta Consultora de Relações Humanas e Empresariais.

Leia outras publicações de Flávia Sakai

ACOMPANHE AS ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES

Comprovação de vida perante o INSS: Quem não faz a prova de vida, tem o benefício bloqueado

Neste artigo analisaremos a regulamentação que trata da comprovação de vida perante o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), bem como a renovação de senha por parte dos beneficiários e a prestação de informações por meio das instituições financeiras pagadoras de benefícios aos beneficiários e ao INSS, incluindo residente no exterior. Vele lembrar que os beneficiários do INSS que não fazem a prova de vida, tem o benefício bloqueado! (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Benefícios previdenciários


IPI: Reajustamento de preço de produtos

Analisaremos no presente Roteiro os procedimentos fiscais a serem adotados pelos estabelecimentos vendedor e comprador caso ocorra o reajustamento de preço após a data da saída efetiva dos produtos anteriormente comercializados. Para tanto, utilizaremos como base de estudo o Regulamento do IPI (RIPI/2010), aprovado pelo Decreto nº 7.212/2010, o Parecer Normativo CST nº 245/1972, bem como outras fontes citadas ao longo do trabalho. (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI)


Como evitar as compras por impulso?

A moda, a publicidade, as opções de pagamento. Não se engane, tudo isso procura despertar nas pessoas – inclusive em você – a vontade de comprar. Nada de errado com isso, até o momento em que as aquisições sucessivas, inclusive de itens que não são fundamentais, começam a incomodar e a pesar no bolso. A compulsão por compras pode destruir a vida financeira, além de também causar prejuízos sociais e familiares. Mas há formas simples e bem objeti (...)

Notícia postada em: .

Área: Finanças (Finanças pessoais)


Secretaria da Fazenda e Planejamento conclui integração total à Redesim

A Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo (Sefaz/SP) concluiu, em meados de maio, a integração total à Redesim (Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios). A iniciativa visa desburocratizar, facilitar e agilizar os atos cadastrais relacionados a empresas praticados pelos cidadãos. A Redesim é um ambiente nacional que engloba os atores envolvidos no processo de abertura, baixa e al (...)

Notícia postada em: .

Área: Societário (Sociedades empresariais)


Ministério da Economia publica normativo que simplifica o empreendedorismo no Brasil

Norma legal traz facilidades para a abertura e manutenção de empresas no país. Com o objetivo de simplificar, desburocratizar e propiciar um ambiente mais favorável para a realização de negócios, bem como melhorar a posição do Brasil no Ranking Doing Business do Banco Mundial, o Ministério da Economia (ME) atualizou as normas de Registro Público de Empresas. A Instrução Normativa nº 55/2021, de iniciativa do Departamento Nacional de Registro Em (...)

Notícia postada em: .

Área: Economia e mercado (Economia e mercado)


Crianças e adolescentes sob guarda podem ser dependentes de segurados do INSS

Por maioria, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que crianças e adolescentes sob guarda podem ser incluídos entre os beneficiários do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) em caso de morte do segurado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A decisão se deu, na sessão virtual finalizada em 7/6, no julgamento conjunto das Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs) 4878 e 5083, ajuizadas, respectivamente, pela Procuradoria-Geral (...)

Notícia postada em: .

Área: Previdenciário (Previdenciário em geral)



Produtos sujeitos ao selo de controle do IPI

No presente Roteiro de Procedimentos listamos os produtos sujeitos ao selo de controle do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) afim de auxiliar nossos amigos que militam na área tributária, bem como listamos as hipóteses em que a selagem é dispensada. (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI)


ICMS: Reajustamento de preço de mercadorias

Analisaremos no presente Roteiro os procedimentos fiscais a serem adotados pelos estabelecimentos vendedor e comprador caso ocorra o reajustamento de preço após a data da saída efetiva dos produtos anteriormente comercializados. Para tanto, utilizaremos como base de estudo o Regulamento do ICMS (RICMS/2000-SP), aprovado pelo Decreto nº 45.490/2000, bem como outras fontes citadas ao longo do trabalho. (...)

Roteiro de Procedimentos atualizado em: .

Área: ICMS São Paulo


O que levar em conta antes de ir morar sozinho? Veja agora!

Chegou a hora de dar um grande passo: sair da casa dos pais e tocar a vida enquanto passa a morar sozinho. Entre as delícias da vida adulta estão a liberdade e a independência. A parte menos bacana é que essa decisão envolve um custo financeiro que não pode ser desprezado. Uma recomendação comum entre os especialistas em planejamento financeiro é simular um “teste” antes de fazer as malas. Coloque o seu orçamento estimado na ponta do lápis e tente (...)

Notícia postada em: .

Área: Finanças (Finanças pessoais)


Trabalhador em BH chamado pelo supervisor de “demônio” e “capeta” receberá indenização por danos morais

Testemunhas relataram que profissional era perseguido no ambiente de trabalho. Uma empresa de telemarketing, com unidade em Belo Horizonte (MG), terá que pagar indenização por danos morais a um ex-empregado que sofria assédio por parte do superior hierárquico. Testemunha ouvida no processo contou que, como forma de pressionar o cumprimento de metas, presenciou o supervisor chamando o trabalhador, autor da ação, de nomes pejorativos, como “demônio (...)

Notícia postada em: .

Área: Judiciário (Direito trabalhista)


Dica número 6 de como elaborar seu currículo

Anteriormente, escrevi 07 artigos, com dicas de como elaborar seu currículo. Se você ainda não os leu, sugiro de você iniciar a temática "Currículo" por eles... A elaboração do currículo é uma das principais dúvidas dos profissionais. Penso que seja porque há muitas abordagens do assunto, inclusive, várias delas são controversas, o que pode gerar confusão e insegurança na hora de elaborar esta ferramenta. A dica #6 é quanto a "Experiência pro (...)

Artigo postado em: .

Área: Trabalhista (Recursos Humanos)


Dicas para montar um controle financeiro eficiente

Assumir o controle das finanças é um passo essencial para realizar objetivos de vida e alcançar a tão sonhada segurança. E, para muitos, foi possível perceber que esse controle financeiro é mais que essencial. Mas para que isso se torne realidade, ter disciplina financeira é uma atitude inegociável. Na prática, isso quer dizer: aprender a organizar as finanças, ter controle de suas contas e garantir que sobre dinheiro no final do mês para formar uma r (...)

Notícia postada em: .

Área: Finanças (Finanças pessoais)